terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Antes de partir...

Olá,

Passando pra atualizar sobre nosso processo. Passaram-se 8 meses que chegou no Canadá, e ainda não recebemos o pedido de passaportes. Bate aquela ansiedade forte às vezes, vontade de resolver logo tudo para partir, mas tem muita coisa que só posso fazer quando souber a data de partida.

Por outro lado, esse tempo a mais aqui tem sido muito bom para melhorar os idiomas, inglês e francês, e me qualificar profissionalmente. Acho que são meses que podem fazer total diferença para conseguir um emprego legal logo e ajudar na nossa adaptação no Québec. Talvez por isso não tenho ficado angustiado, nem triste, apesar dos problemas que temos tido ao manter algumas coisas paradas na nossa vida, como não poder mudar de casa (algo que planejamos desde que casamos há 6 anos), comprar uma cama nova, consertar a máquina de lavar, poder se comprometer com projetos de prazo mais longo, etc etc etc. Coisas que têm nos estressado um pouco. 

Além disso, acho que já estou resignado, conformado que o processo pode demorar mais do que eu previa (quando enviei em junho de 2016, o processo terminava em 6 meses. Atualmente, há pessoas esperando há 12 meses). Então, não adianta chorar, espernear ou reclamar da vida, já fiz o que podia fazer, agora só nos resta aguardar e usar esse tempo aqui a nosso favor.

Próxima vez, espero voltar aqui com boas notícias, ainda que demore mais um pouco. =]

Um abraço a todos!

5 comentários:

  1. Eu já estou num estágio tão sem paciência que não consigo estudar e nem fazer nada. Eu vivo ansiosa e saltando a cada email que chega. Eu queria ter essa paciência que muitos tem em esperar, mas to meio de saco cheio. Já são mais de 3 anos dedicados exclusivamente ao processo de imigração, só queria ir logo e terminar tudo com isso! Que venham boas novas né! Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu passei uns meses assim também, estava tão pilhado e ansioso que tive que deixar celular em casa, sair das redes sociais e procurei fazer meditação por um tempo pra tentar esquecer. Não mudou muito, mas ajudou, agora eu continuo muito ansioso, mas me entreguei mais aos fatos, tô conformado que não há nada que eu possa fazer mesmo, mas não sei até quando vou continuar assim. O tempo vai passando e vai ficando mais complicado esperar, escola da minha filha, meu trabalho, nossa casa, etc. Imagino que no seu caso e do Thiago já nos 12 meses fique ainda pior. Que venham boas notícias logo! Abraço!

      Excluir
  2. É ruim ficar nesse escuro sem um feedback sobre nossos processos. É uma etapa difícil mesmo. Eu já passei dessa fase de ter ansiedade, hoje em dia eu acho que não tenho mais nada, é um sentimento estranho, como se o Canadá estivesse a cada dia mais distante.. distante ao ponto de às vezes eu me questionar se é a decisão correta a se tomar. Mas eu jogo tudo nas mãos de Deus, pois Ele sabe o por que desta demora..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez seja melhor não sentir nada, fica menos difícil de focar aqui e aproveitar o que ainda temos no Brasil, já que não há nada que possamos fazer mesmo. Depois dá uma olhada no GCMS notes, pode ser interessante você pedir pra saber detalhes sobre a avaliação do sua demanda: http://www.partiucanada.com.br/gcms-notes-o-que-e-como-pedir/
      Abração!

      Excluir
  3. Essa angústia é ruim demais. Sinto que deve ser mesmo horrível, a vontade de ir embora o quanto antes já que está tão perto da reta final... Mas as coisas acontecem na hora certa!

    Abraços.

    ResponderExcluir